Olá visitante! Cadastre-se ou faça o login.

Atendimento

413030-1962
Logo

Atendimento

413030-1962
Carrinho
zoom passe o mouse
Tráfico de pessoas: a prevenção como arma no seu enfrentamento (Ref: 9788555078910)

"O tráfico de pessoas é a terceira atividade mais lucrativa do crime organizado no mundo, segundo o Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC), os quais indicam que essa modalidade de delito faz cerca de 2,5 milhões de vítimas por todo o mundo e movimenta aproximadamente US$ 32 bilhões por ano, configurando-se como um delito que atenta contra a dignidade da pessoa humana, limita suas liberdades, agride a honra e ameaça a vida..."

Disponibilidade: Envio imediato
por R$ 52,00 ou por R$ 0,00 no Depósito bancário
Quantidade: No momento a quantidade solicitada não esta disponível em estoque
Digite seu CEP:
Prazo de Envio

Até 28 dias úteis sujeito a disponibilidade do estoque e localidade de entrega.

Dados Técnicos

ISBN: 978-85-5507-891-0
Páginas: 144
Edição: 1ª
Ano Publicação: 2018

Especificação

Apresentação: Brochura
Formato: 14,8x21 cms

Descrição Longa

Tráfico de pessoas: a prevenção como arma no seu enfrentamento
Aleksander Toaldo Lacerda

O tráfico de pessoas é a terceira atividade mais lucrativa do crime organizado no mundo, segundo o Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC), os quais indicam que essa modalidade de delito faz cerca de 2,5 milhões de vítimas por todo o mundo e movimenta aproximadamente US$ 32 bilhões por ano, configurando-se como um delito que atenta contra a dignidade da pessoa humana, limita suas liberdades, agride a honra e ameaça a vida. Tem por conceito o ato de captação, transporte, translado, acolhida e recepção de ser humano, com o propósito de exploração laboral, sexual ou extração de órgãos para transplante. Trata-se da escravidão moderna, já que as vítimas são obrigadas a trabalhar em condições precárias e perigosas, depois de terem sido atraídas mediante ameaça, rapto, propostas enganosas ou se aproveitando de uma vulnerabilidade.
Diante desse cenário, há o desenvolvimento de politicas públicas, no que concerne ao enfrentamento ao tráfico de pessoas, indica que esse crime é um fenômeno de diversas vertentes e multifacetado, devendo tal crime ser combatido dentro de uma ótica de ações de caráter transversal e transdisciplinar, com o envolvimento de diversos atores (Estado, sociedade e ONGs), dando-lhe um caráter suprainstitucional, com o objetivo primaz de defesa e assistência dos direitos humanos das vítimas, de ações preventivas e repressivas aos criminosos e também de educação e conscientização sobre a problemática.
A ação da Polícia Militar no enfrentamento ao tráfico de pessoas tem a sua premissa alicerçada em  atender às duas dimensões da missão constitucional estabelecida para a Corporação, neste caso, as atividades de polícia ostensiva e de preservação da ordem pública. A premissa enseja a busca por propostas de atuação diante da demanda por segurança pública da sociedade, direcionando, com isso, todo o esforço institucional para o atendimento do cliente-alvo: o cidadão receptor dos serviços de Polícia Militar, que se baseia nas doutrinas de Gestão pela Qualidade, Polícia Comunitária e Direitos Humanos.
Esta obra se destina àqueles que operam o Direito, em suas mais variadas formas, que vislumbram a possibilidade de fazer algo de concreto e real pelo seu semelhante, por meio de propostas e ações preventivas que garantam os direitos básicos e fundamentais de qualquer pessoa.