Olá visitante! Cadastre-se ou faça o login.

Atendimento

413030-1962
Logo

Atendimento

413030-1962
Carrinho
zoom passe o mouse
O local - imaginário e real: escritos sobre história regional (Ref: 9788555078279)
A História, pensada como campo científico e disciplinar autônomo, só obteve estatuto acadêmico no século XIX, um século no qual a ideia de Nação foi considerada o objeto por excelência dos historiador
Disponibilidade: Envio imediato
por R$ 92,00 ou por R$ 0,00 no Depósito bancário
Quantidade: No momento a quantidade solicitada não esta disponível em estoque
Digite seu CEP:
Texto adicional
Eduardo Henrique Barbosa de Vasconcelos
Dados técnicos
ISBN: 978-85-5507-827-9
Páginas:
Edição: 1ª
Ano Publicação: 2017
Especificação
Apresentação: Brochura
Formato: 16x23cm
Descrição longa
O local - imaginário e real: escritos sobre história regional
Eduardo Henrique Barbosa de Vasconcelos, Diego Omar da Silveira, Débora Souza do Nascimento Morais & Ana Lorym Soares (Orgs)

A História, pensada como campo científico e disciplinar autônomo, só obteve estatuto acadêmico no século XIX, um século no qual a ideia de Nação foi considerada o objeto por excelência dos historiadores e um norte a partir do qual poderiam organizar-se diferentes abordagens de territórios, culturas e organizações sociais distintas. Todavia, passado mais de duzentos anos da cientifização do saber histórico, a acelerada transformação do mundo contemporâneo, juntamente ao desenvolvimento de ¿novos problemas, novo objetos e às novas abordagens¿ que se impuseram ao trabalho historiográfico, têm proporcionado uma espécie de reaparecimento ou redescoberta dos estudos voltados para o local e para o regional no seio das ciências humanas e sociais. Nessa esteira, a presente publicação congrega pesquisadores que se dedicam aos estudos locais, regionais, nacionais e internacionais que conformaram e conformam projetos variados de escrita do passado e escrita da história. Os textos aqui reunidos abordam, em algum limite, as relações entre os lugares de produção da escrita histórica, seus agentes e a composição de uma cultura historiográfica assentada nos valores da tradição, nos mitos de origens, na determinação das práticas e dos sujeitos sociais, assim como nos lugares da memória coletiva.