Olá visitante! Cadastre-se ou faça o login.

Atendimento

413030-1962
Logo

Atendimento

413030-1962
Carrinho
zoom passe o mouse
Mulheres trabalhadoras no capitalismo contemporâneo (Ref: 7907771)
Neste livro, que é resultado de uma dissertação de mestrado defendida por Débora Bianco Lima Garbi com a orientação de Elisa Maria Andrade Brisola, objetivou-se analisar as mudanças ocorridas...
Disponibilidade: Envio imediato
por R$ 54,00 ou por R$ 0,00 no Depósito bancário
Quantidade: No momento a quantidade solicitada não esta disponível em estoque
Digite seu CEP:
Descrição longa
Mulheres trabalhadoras no capitalismo contemporâneo
Débora Bianco Lima Garbi & Elisa Maria Andrade Brisola

Neste livro, que é resultado de uma dissertação de mestrado defendida por Débora Bianco Lima Garbi com a orientação de Elisa Maria Andrade Brisola, objetivou-se analisar as mudanças ocorridas no mundo do trabalho desde os anos de 1990 e em que medida tais mudanças afetaram as mulheres no universo laboral.
Buscou-se ainda compreender como as relações de gênero são determinantes no processo de inserção das mulheres no mercado de trabalho em uma perspectiva crítica cuja a análise se desdobrou sobre o desenvolvimento da mão de obra destas mulheres, a inserção e a permanência na sociedade salarial, a erradicação de atos discriminatórios no ambiente de labor no contexto das transformações no mundo do trabalho.
A fim de alcançar os objetivos propostos na pesquisa, utilizou-se a metodologia da História Oral, dando voz às mulheres trabalhadoras de forma que pudessem narrar as trajetórias profissionais de forma livre, sobretudo, a partir dos anos de 1990, bem como relacionar esse caminho percorrido por elas com a questão de gênero, sendo que essas entrevistas foram guiadas por um roteiro não estruturado, o que permitiu mais liberdade de expor suas subjetividades e o critério de escolha das participantes foi o de mulheres que estiveram presentes no mercado de trabalho desde a década de 1990 até o momento da pesquisa e que exercessem atividade produtiva formal ¿ com carteira assinada.
Destaca-se que as entrevistas transcritas foram analisadas pela técnica da triangulação, a qual permitiu interpretar as narrativas das mulheres mediante o contexto no qual estão inseridas e o diálogo com os autores renomados que há anos abordam as temáticas gênero, feminismo e trabalho.
Dentre os principais resultados obtidos ao longo da pesquisa, pode-se destacar que o trabalho, de modo geral, continua flexibilizado, principalmente o das mulheres ¿ são atravessadas pelo enfoque do gênero, em que têm dupla jornada entre a vida pública e privada (afazeres domésticos e cuidados com os filhos); elas estão alocadas em funções definidas como femininas, exercendo a mão de obra em condições de precarização; há questionamentos referentes à compreensão acerca dos significados atribuídos por elas ao processo vivido como trabalhadoras, apontamentos acerca da subjetividade feminina e como a questão de gênero é determinante no contexto produtivo capitalista. Portanto, conclui-se que o mercado de trabalho sofreu mudanças profundas que afetaram os trabalhadores, de maneira geral, mais ainda as mulheres por conta de determinantes socioeconômicas e as relações de gênero.

Especificação
Apresentação: Brochura
Formato: 14,8 x 21cms
Dados técnicos
ISBN: 978-85-5507-686-2
Páginas: 178
Edição: 1ª
Ano Publicação: 2017
Texto adicional
Débora Bianco Lima Garbi & Elisa Maria Andrade Brisola