Olá visitante! Cadastre-se ou faça o login.

Atendimento

413030-1962
Logo

Atendimento

413030-1962
Carrinho
zoom passe o mouse
Marginália Tropical: uma história das notas de rodapé da História geral do Brasil de Francisco Adolf (Ref: 9788555077760)

"A primeira história do Brasil escrita por um brasileiro foi a História geral do Brasil, originalmente publicada durante os anos de 1854-1957A primeira história do Brasil escrita por um brasileiro foi a História geral do Brasil, originalmente publicada durante os anos de 1854-1957..."

Disponibilidade: Envio imediato
por R$ 62,00 ou por R$ 0,00 no Depósito bancário
Quantidade: No momento a quantidade solicitada não esta disponível em estoque
Digite seu CEP:
Prazo de Envio

 

Até 28 dias úteis sujeito a disponibilidade do estoque e localidade de entrega.

 

 

Dados técnicos

ISBN: 978-85-5507-776-0

Páginas: 315

14,8x21 cms

Edição: 1ª

Ano Publicação: 2017

Especificação

Apresentação: Brochura
Formato: 12x 18 cms

Descrição longa

Marginália Tropical: uma história das notas de rodapé da História geral do Brasil de Francisco Adolfo de Varnhagen

Vitor Claret Batalhone Júnior

 

A primeira história do Brasil escrita por um brasileiro foi a História geral do Brasil, originalmente publicada durante os anos de 1854-1957. A partir de então, a história do Brasil foi majoritariamente compreendida como uma série sequencial de estágios históricos de desenvolvimento nacional em direção a uma época ideal que, no período no qual a História geral do Brasil foi então publicada era representado pelo Segundo Reinado de D. Pedro II. Poucas décadas depois, já sob o regime republicano, a história de Varnhagen começou a ser anotada por historiadores outros que não o autor original, dobrando seu volume de dois para quatro tomos. Este volume textual massivo foi especialmente anexado à História geral do Brasil através do artifício técnico de adição de notas de rodapé e de finais de seção. Isto significa que uma vez começada a leitura do conteúdo de todo esse aparato textual, o leitor é apresentado não somente ao trabalho original, mas também a esse segundo livro escondido entre notas. Ao longo desse processo algumas ideias sobre identidade, história e cultura brasileiras foram investidas de status canônico, o qual foi perpetuado por quase um século.