Olá visitante! Cadastre-se ou faça o login.

Atendimento

413030-1962
Logo

Atendimento

413030-1962
Carrinho
zoom passe o mouse
História, cinema e representações: a África a partir de filmes Hollywoodianos (Ref: 7900525)
História, cinema e representações busca analisar quatro filmes, sendo três produzidos pela indústria cinematográfica hollywoodiana e um produzido na Alemanha (esse último foi escolhido...
Disponibilidade: Envio imediato
por R$ 48,00 ou por R$ 0,00 no Depósito bancário
Quantidade: No momento a quantidade solicitada não esta disponível em estoque
Digite seu CEP:
Texto adicional
Edite Nascimento Lopes
Dados técnicos
ISBN: 978-85-5507-640-4
Páginas: 102
Edição: 1ª
Ano Publicação: 2017
Especificação
Apresentação: Brochura
Formato: 14,8 x 21cms
Descrição longa
História, cinema e representações: a África a partir de filmes Hollywoodianos
Edite Nascimento Lopes

História, cinema e representações busca analisar quatro filmes, sendo três produzidos pela indústria cinematográfica hollywoodiana e um produzido na Alemanha (esse último foi escolhido por fortalecer e disseminar valores eurocêntricos). O intuito deste livro é mostrar como a indústria cinematográfica norte-americana, se apropriou de valores europeus, para representar os cenários históricos da África. De certo modo, vem reforçando uma ideia de entendimento desse continente e de seus habitantes como sendo diferente dos demais. Ou seja, um lugar de seres desprovidos de racionalidade, de sentido histórico, sobretudo, de sujeito cultural, que estão sempre ligados ao subdesenvolvimento e que em nada corrobora para a compreensão das culturas africanas deixadas em nosso cenário brasileiro. Questões referentes à fome, pobreza, doenças e desordem sociais não são problemas que sempre existiram na África, mas tanto as representações predominantes nos filmes, como nas diferentes mídias da atualidade (televisão, jornal e cinema), intensifica um olhar naturalizador de quadros construídos e dotados de um processo histórico. Desse modo, faz-se necessário desconstruir essas representações sobre o continente africano, confrontando-as com a historiografia específica que trata de sua história. As imagens trazidas nesses filmes são dotadas de clichês e estereótipos, que pouco contribui para o conhecimento de realidades culturais, sociais e políticas dos vários povos que vivem na África.