Olá visitante! Cadastre-se ou faça o login.

Atendimento

413030-1962
Logo

Atendimento

413030-1962
Carrinho
zoom passe o mouse
Desconstrução do sagrado no primeiro cinema de Almodóvar (Ref: 9788555075049)
Descontrução do sagrado no primeiro cinema de Almodóvar tem como objeto de pesquisa três filmes do cineasta espanhol Pedro Almodóvar do período da Movida madrileña, a saber: Entre tinieblas (1984), Ma
Disponibilidade: Envio imediato
por R$ 56,00 ou por R$ 0,00 no Depósito bancário
Quantidade: No momento a quantidade solicitada não esta disponível em estoque
Digite seu CEP:
Descrição longa
Desconstrução do sagrado no primeiro cinema de Almodóvar.
José Morais.

Descontrução do sagrado no primeiro cinema de Almodóvar tem como objeto de pesquisa três filmes do cineasta espanhol Pedro Almodóvar do período da Movida madrileña, a saber: Entre tinieblas (1984), Matador (1985-1986) e La ley del deseo (1986) e o propósito de analisar a desconstrução do sagrado, especialmente em sua vertente católico romana, em tais obras. Para efeito, foram recortados os quadros dos filmes, como propõe a Análise Telefílmica desenvolvida por Rick Iedema e analisados à luz desta teoria com o auxílio da Semiótica Social. Como referencial teórico para desconstrução, sagrado e Igreja Católica na Espanha, a pesquisa lançou mão respectivamente de Jacques Derrida, Francis Huxley, Julien Ries e Julián Casanova. A discussão em torno do cinema como uma prática social baseou-se em Graeme Turner e a conceituação do período histórico denominado Movida madrileña teve aporte em Héctor Fouce e Marcela Garcés. A análise mostrou que Almodóvar em Entre tinieblas propõe uma profanação do sagrado, mostrando a instituição católica convento como um recinto de adoradoras do pecado. O sagrado, como aquilo que é separado para a reverência, perde o seu lugar e se imiscui na vivência diária, tida como pecaminosa pelos ditames oficiais da Igreja Católica. Em Matador, instituições como a Igreja Católica e Opus Dei são representadas para ilustrar o pensamento conservador do franquismo ao qual estiveram aliadas. O filme é organizado de maneira a apresentar a influência negativa da religião católica em relação aos comportamentos criminosos de um aprendiz de toureiro. Em La ley del deseo, o discurso é apresentado de forma a mostrar a desconstrução do lugar que a religião católica ocupava durante a ditadura de Franco. Por ser da época já do fim da Movida madrileña, mostra-nos o sagrado, por intermédio da religiosidade popular, integrado à sociedade espanhola sem distinções. Com uma linguagem fluida e clara, o autor expõe uma temática relevante a estudiosos de diferentes áreas, o que reflete também sua própria formação pessoal em Teologia e Psicologia. A Linguística (Aplicada) e a Semiótica se assomam numa construção atípica de um pesquisador que não se contenta com os limites disciplinares.
Especificação
Apresentação: Brochura
Formato: 14,8 x 21cms
Dados técnicos
ISBN: 978-85-5507-504-9
Páginas: 152
Edição: 1ª
Ano Publicação: 2017
Texto adicional
José Morais