Olá visitante! Cadastre-se ou faça o login.

Atendimento

413030-1962
Logo

Atendimento

413030-1962
Carrinho
zoom passe o mouse
Coleção São Paulo Colonial e Contemporâneo (Ref: 7846426)

A Coleção que ora se lança quer levar ao público leitor o que se tem inovado em pesquisas a respeito de São Paulo de ontem e de hoje. A Coleção é marcada pela interdisciplinaridade, mantendo como escopo São Paulo em seus múltiplos vieses temporais e espaciais, publicará obras de caráter histórico, sociológico, antropológico e da ciência política. Assim, contando com um corpo editorial de alta qualificação está comprometida com obras que, publicadas, certamente contribuirão para ampliar os olhares sobre São Paulo. Atende, portanto, à vocação primordial da imprensa, difundir através da palavra imprensa o conhecimento. Conhecimento esse que adquire sentido ao se transformar em subsídio para que a opinião pública sobre um dos estados de maior projeção do Brasil se renove sempre.

Disponibilidade: Indisponível
por R$ 1,00 ou por R$ 0,00 no Depósito bancário
Descrição longa

Coleção São Paulo Colonial e Contemporâneo

Já ia longe o século da invenção que revolucionou a Europa quando foi instituída no Rio de Janeiro a Impressão Régia. A imprensa, essa notável adaptação/invenção de Gutenberg, chegou até nós apenas em 1808 com D. João VI. Ainda assim, após mais de trezentos anos de atraso, o objetivo na época não foi outro senão viabilizar a impressão dos documentos da pesada máquina burocrática estatal portuguesa na nova sede do Reino português. Apesar disso, permitiu-se que outros papéis e livros fossem impressos pela prensa real, após passarem por apurada censura régia. Tal foi o nascimento da palavra imprensa em nosso país.
Não muito tempo depois, a revolução constitucionalista portuguesa arrefeceu a censura régia possibilitando à imprensa portuguesa exercitar uma liberdade que até então desconhecia. Junto com a liberdade de expressão nascia o conceito de opinião pública. O novo conceito e a sua prática não demoraram a se espalhar em nossas capitais e, a partir daí, vimos a imprensa e a opinião pública formarem uma simbiose histórica.
A íntima relação entre a palavra impressa, sua circulação e a formação da opinião pública é fenômeno que não deve ser desprezado quando se trata de lançar novas coleções editoriais, como é o caso da Coleção São Paulo Colonial e Contemporâneo. A Coleção que ora se lança quer levar ao público leitor o que se tem inovado em pesquisas a respeito de São Paulo de ontem e de hoje. A Coleção é marcada pela interdisciplinaridade, mantendo como escopo São Paulo em seus múltiplos vieses temporais e espaciais, publicará obras de caráter histórico, sociológico, antropológico e da ciência política. Assim, contando com um corpo editorial de alta qualificação está comprometida com obras que, publicadas, certamente contribuirão para ampliar os olhares sobre São Paulo. Atende, portanto, à vocação primordial da imprensa, difundir através da palavra imprensa o conhecimento. Conhecimento esse que adquire sentido ao se transformar em subsídio para que a opinião pública sobre um dos estados de maior projeção do Brasil se renove sempre.

Dalila Zanon (CEFORTEPE)

Corpo editorial:

Aldair Carlos Rodrigues - UNICAMP
Alessandra Zorzetto Moreno - Arquivo Público do Estado de São Paulo
Ana Paula Medicci - UFBA
Cláudia Cristina Azeredo Atallah - UFF
Cristiany Miranda Rocha - Estácio - BH
Cristina Maria da Silva - UFCE
Elciene Rizzato Azevedo - UEFS
Eliane Morelli Abrahão - UNICAMP
Eliza Mara Lozano Costa - FURG
Fernando Vojniak - UFFS
Jaime Ricardo Teixeira Gouveia - UNL, UC e UFA (Portugal)
Ludmila Gomides Freitas - UFU
Maria Claudia Bonadio - UFJF
Milena Fernandes de Oliveira - UNICAMP
Milena Fernandes Maranho - CEUNSP
Patrícia Ferreira dos Santos - UFMG
Rafael Ignacio Estrada Mejía - UNESP
Uassyr de Siqueira- UNIMEP
Yllan de Mattos Oliveira - UNESP