Olá visitante! Cadastre-se ou faça o login.

Atendimento

413030-1962
Logo

Atendimento

413030-1962
Carrinho
zoom passe o mouse
Capitalismo e Tecnologia: Visões Marxista e Cognitiva (Ref: 9788555072277)
Qual a importância da inovação tecnológica para o capitalismo? Na teoria social ocorre debate interessante sobre os efeitos das Novas Tecnologias da Informação e Comunicação. Para alguns, esse...
Disponibilidade: Envio imediato
por R$ 48,00 ou por R$ 0,00 no Depósito bancário
Quantidade: No momento a quantidade solicitada não esta disponível em estoque
Digite seu CEP:
Descrição longa

Capitalismo e Tecnologia: Visões Marxista e Cognitiva
Tania Maria Silveira

Qual a importância da inovação tecnológica para o capitalismo? Na teoria social ocorre debate interessante sobre os efeitos das Novas Tecnologias da Informação e Comunicação. Para alguns, esse novo padrão tecnológico invalida as teses de Karl Marx enquanto referência para o estudo do capitalismo contemporâneo. Daí o interesse em conhecer a explicação de Marx para o progresso técnico, principalmente sua análise da importância da tecnologia no processo de trabalho e na valorização do capital.
Por outro lado, a tese do capitalismo cognitivo de Yan Moulier-Boutang sustenta que o modo de produção, embasado nas tecnologias informacionais, modifica o capitalismo. Para ele, a globalização corresponde à emergência de um terceiro tipo de capitalismo: ou seja, o capitalismo industrial rompeu com o modelo mercantilista e está sendo substituído pelo capitalismo cognitivo.
De fato, as tecnologias informacionais alteraram as relações sociais. As redes transnacionais para a transmissão em tempo real de dados em hipermída modificaram o processo de trabalho. O novo padrão tecnológico viabilizou a expansão do trabalho imaterial, o que aumentou o número de trabalhadores cognitivos responsáveis pela produção dos bens-conhecimento ou bens-informação. Os cérebros interligados e prolongados pelas novas tecnologias potencializaram a inteligência coletiva alterando a forma de produção da riqueza. Cada vez mais, a inovação torna-se o diferencial competitivo. Consequentemente, o conhecimento é mercadoria supervalorizada, também denominado capital intelectual ou força-invenção. Os efeitos da exploração desse recurso estratégico, economicamente ainda incalculável, é o ponto principal do debate entre marxistas e cognitivistas.

Especificação
Apresentação: Brochura
Formato: 14,8 x 21cms


Dados técnicos
ISBN: 978-85-5507-227-7
Páginas: 127
Edição: 1ª
Ano Publicação: 2016
Texto adicional
Tania Maria Silveira